Política Antispam –

COMPROMISSO ANTISPAM DA MARCALWEB.COM E DE SEUS CLIENTES

A marcalwe.com, em sincronia com as melhores práticas da Internet e dos órgãos não-governamentais mais influentes da Internet, e seguindo o apelo de seus usuários, manifesta publicamente seu compromisso antispam. Por ele a marcalwe.com se compromete a dificultar, por todos os meios a seu alcance, a prática de SPAM e a divulgar o repúdio a essa prática, bem como o propósito de impedir que seus clientes a executem.

Em contrapartida, todo aquele que se torna um cliente da marcalwe.com aceita, integralmente e sem restrições, automaticamente, pelo simples ato da contratação de qualquer serviço prestado pela marcalwe.com, o compromisso de NÃO PRATICAR SPAM EM QUALQUER DE SUAS MODALIDADES OU MANIFESTAÇÕES.

Sendo assim, todos os clientes da marcalwe.com se obrigam a seguir a norma de repúdio ao SPAM, responsabilizando-se pelo cumprimento da regra de não praticar SPAM em hipótese alguma e sob nenhum pretexto

CASO SEJA CONSTATADO O ENVIO DE SPAM POR ALGUM CLIENTE, SEU “SITE” SERÁ RETIRADO DO AR NOS TERMOS PREVISTOS NO CONTRATO RESPECTIVO, SEM PREJUÍZO DAS DEMAIS MEDIDAS CABÍVEIS.

O e-mail para denúncias de SPAM que, eventualmente, tenha sido praticado por cliente da marcalwe.com é abuse@marcalwe.com.br

ESTE É O COMPROMISSO ANTISPAM DA marcalwe.com E DE SEUS CLIENTES.

CUMPRA-O E FAÇA COM QUE O MESMO SEJA CUMPRIDO EM PROL DE UMA INTERNET MELHOR

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE A CARACTERIZAÇÃO DE PRÁTICA DE SPAM

Porque SPAM é um problema

A Internet, atualmente, é um ambiente extremamente dinâmico, complexo e cheio de informações. O e-mail é um dos componentes da Internet, e hoje em dia é um dos principais meios de comunicação dentro dela.

Entretanto, este meio de comunicação vem sendo cada vez mais degradado pelo elevado número de e-mails, não só de propagandas como também de piadas ou qualquer outro tipo de e-mail enviado indiscriminadamente, sem que tenha sido pedido pelo destinatário. Isso é o SPAM. Essa degradação se traduz em elevado uso de espaço para armazenamento das mensagens, sobrecarga dos servidores que administram e transmitem os e-mails, sobrecarga das redes de comunicação, etc.

Além disso, cada vez mais os e-mails não solicitados são ignorados pelos destinatários que passam, inclusive, a repudiar as empresas que os enviam. Assim, até mesmo comercialmente o SPAM está se tornando algo altamente não recomendável.

O que é o SPAM

De modo objetivo, SPAM, para efeito do presente compromisso pode ser definido como o envio de e-mails não solicitados.

O SPAM não é um meio de propaganda viável. Apesar de ser muito tentador usá-lo como meio publicitário, ele está forçando toda a Internet a uma mudança nos regulamentos de uso do sistema de e-mails e aumentando suas restrições e punições contra as empresas que praticam SPAM.

É importante também sempre denunciar o SPAM, que é uma prática negativa para a internet e somente por meio das denúncias poderemos combatê-la.

. FONTES COMPLEMENTARES DE INFORMAÇÕES

Titulo: Política Antispam – Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam -Política Antispam – Política Antispam -Política Antispam.

  •  ademais
  • a fim de – a fim de que – a menos que – a princípio – a saber.
  • acima de tudo
  • outrossim
  • pois
  • anteriormente
  • assim
  • certamente
  • conforme
  • conquanto
  • contudo
  • decerto
  • embora
  • enfim
  • enquanto
  • então
  • entretanto
  • eventualmente
  • igualmente
  • inegavelmente
  • inesperadamente
  • mas
  • porquanto
  • porque
  • portanto
  • posteriormente
  • precipuamente
  • primeiramente
  • primordialmente
  • principalmente
  • salvo
  • semelhantemente
  • similarmente
  • sobretudo
  • surpreendentemente
  • todavia
  • afinal
  • com toda a certeza
  • como resultado
  • como se
  • da mesma forma
  • de acordo com – de conformidade com – de fato – de maneira idêntica – de tal forma que.
  • em contrapartida –  em contraste com – em outras palavras – em primeiro lugar – em princípio – em resumo – em seguida – em segundo lugar – em síntese – em suma.
  • às vezes
  • assim como – assim que –  assim sendo – assim também.
  • bem como
  • com a finalidade de – com efeito.
  • a fim de – a fim de que – a menos que – a princípio – a saber.
  • acima de tudo
  • com o fim de
  • com o intuito de
  • com o propósito de
  • ainda assim –  ainda mais – ainda que.
  • além disso
  • antes de mais nada – antes de tudo – antes que
  • ao mesmo tempo – ao passo que – ao propósito
  • apesar de
  • em terceiro lugar
  • de tal sorte que
  • depois que
  • desde que – dessa forma – dessa maneira – desse modo.
  • do mesmo modo
  • é provável
  • em conclusão

Home

  • aliás
  • anteriormente
  • assim
  • certamente
  • conforme
  • conquanto
  • contudo
  • decerto
  • embora
  • enfim
  • enquanto
  • então
  • entretanto
  • eventualmente
  • igualmente
  • inegavelmente
  • inesperadamente
  • mas
  • outrossim
  • pois
  • porquanto
  • porque
  • portanto
  • posteriormente
  • precipuamente
  • primeiramente
  • primordialmente
  • principalmente
  • salvo
  • semelhantemente
  • similarmente
  • sobretudo
  • surpreendentemente
  • todavia
  • não apenas … , como também …, não só … , bem como …, não só … , como também … , não só … , mas também …
  • ora … , ora …
  • ou … , ou …
  • quer … , quer …
  • no momento em que
  • ou por outra – ou seja.
  • para que
  • pelo contrário
  • por analogia – por causa de – por certo – por conseguinte – por conseqüência – por exemplo – por fim – por isso – por mais que – por menos que – por outro lado.
  • posto que
  • se acaso – se bem que.
  • seja como for
  • sem dúvida
  • só para exemplificar
  • só para ilustrar
  • em virtude de
  • finalmente agora atualmente
  • isto é
  • já que
  • logo após – logo depois -logo que.
  • mesmo que
  • não apenas
  • nesse hiato – nesse ínterim.

Nossa loja MMV

Jeosafá derrota Moabe e Amom

1 Depois disso, os moabitas e os amonitas, com alguns dos meunitas, entraram em guerra contra Josafá.

2 Então informaram a Josafá: “Um exército enorme vem contra ti de Edom, do outro lado do mar Morto. Já está em Hazazom-Tamar, isto é, En-Gedi”.

3 Alarmado, Josafá decidiu consultar o Senhor e proclamou um jejum em todo o reino de Judá.

4 Reuniu-se, pois, o povo vindo de todas as cidades de Judá para buscar a ajuda do Senhor.

5 Josafá levantou-se na assembleia de Judá e de Jerusalém, no templo do Senhor, na frente do pátio novo,

6 e orou:
“Senhor, Deus dos nossos antepassados, não és tu o Deus que está nos céus? Tu governas sobre todos os reinos do mundo. Força e poder estão em tuas mãos, e ninguém pode opor-se a ti.

7 Não és tu o nosso Deus, que expulsaste os habitantes desta terra perante Israel, o teu povo, e a deste para sempre aos descendentes do teu amigo Abraão?

8 Eles a têm habitado e nela construíram um santuário em honra ao teu nome, dizendo:

9 ‘Se alguma desgraça nos atingir, seja o castigo da espada, seja a peste, seja a fome, nós nos colocaremos em tua presença diante deste templo, pois ele leva o teu nome, e clamaremos a ti em nossa angústia, e tu nos ouvirás e nos salvarás’.

10 “Mas agora, aí estão amonitas, moabitas e habitantes dos montes de Seir, cujos territórios não permitiste que Israel invadisse quan­do vinha do Egito; por isso os israelitas se desviaram deles e não os destruíram.

11 Vê agora como estão nos retribuindo, ao virem expulsar-nos da terra que nos deste por herança.

12 Ó nosso Deus, não irás tu julgá-los? Pois não temos força para enfrentar esse exército imen­so que vem nos atacar. Não sabemos o que fazer, mas os nossos olhos se voltam para ti”.

13 Todos os homens de Judá, com suas mulheres e seus filhos, até os de colo, estavam ali em pé, diante do Senhor.

14 Então o Espírito do Senhor veio sobre Jaaziel, filho de Zacarias, neto de Benaia, bisneto de Jeiel e trineto de Matanias, levita e descendente de Asafe, no meio da assembleia.

15 Ele disse: “Escutem, todos os que vivem em Judá e em Jerusalém e o rei Josafá! Assim diz o Senhor a vocês; ‘Não tenham medo nem fiquem desanimados por causa desse exér­cito enor­me. Pois a batalha não é de vocês, mas de Deus.

16 Ama­nhã, desçam contra eles. Eis que virão pela subida de Ziz, e vocês os encontrarão no fim do vale, em frente do deserto de Jeruel.

17 Vo­cês não precisarão lutar nessa batalha. Tomem suas posições, permaneçam firmes e vejam o livramento que o Senhor dará, ó Judá, ó Jerusalém. Não tenham medo nem desanimem. Saiam para enfrentá-los amanhã, e o Senhor estará com vocês’ “.

18 Josafá prostrou-se com o rosto em terra, e todo o povo de Judá e de Jerusalém prostrou-se em adoração perante o Senhor.

19 En­tão os levitas descendentes dos coatitas e dos coreítas levantaram-se e louvaram o Senhor, o Deus de Israel, em alta voz.

20 De madrugada partiram para o deserto de Tecoa. Quando estavam saindo, Josafá lhes disse: “Escutem-me, Judá e povo de Jerusalém! Tenham fé no Senhor, o seu Deus, e vocês serão sustentados; tenham fé nos profetas do Senhor, e terão a vitória”.

21 Depois de consultar o povo, Josafá nomeou alguns homens para cantarem ao Senhor e o louvarem pelo esplendor de sua santidade, indo à frente do exército, cantando:
“Deem graças ao Senhor,
pois o seu amor dura para sempre”.

22 Quando começaram a cantar e a entoar louvores, o Senhor preparou emboscadas contra os homens de Amom, de Moabe e dos montes de Seir, que estavam invadindo Judá, e eles foram derrotados.

23 Os amonitas e os moabitas atacaram os dos montes de Seir para destruí-los e aniquilá-los. Depois de massacrarem os ho­mens de Seir, destruíram-se uns aos outros.

24 Quando os homens de Judá foram para o lugar de onde se avista o deserto e olha­ram para o imenso exército, viram somente cadáveres no chão; ninguém havia escapado.

25 Então Josafá e os seus soldados foram saquear os cadáveres e encontraram entre eles grande quantidade de equipamentos e de roupas e também objetos de valor; passaram três dias saqueando, mas havia mais do que eram capazes de levar.

26  No quarto dia eles se reuniram no vale de Beraca, onde louvaram o Senhor. Por isso até hoje esse lugar é chamado vale de Beraca.

27 Depois, sob a liderança de Josafá, todos os homens de Judá e de Jerusalém voltaram alegres para Jerusalém, pois o Senhor os enchera de alegria, dando-lhes vitória sobre os seus inimigos.

28 Entra­ram em Jerusalém e foram ao templo do Senhor, ao som de liras, harpas e ­cornetas.

29 O temor de Deus veio sobre todas as nações, quando souberam como o Senhor havia lutado contra os inimigos de Israel.

30 E o reino de Josafá manteve-se em paz, pois o seu Deus lhe concedeu paz em todas as suas fronteiras.

O fim do reino de Jeosafá

31  Assim Josafá reinou sobre Judá. Ele tinha trinta e cinco anos de idade quando se tornou rei e reinou vinte e cinco anos em Jerusalém. O nome da sua mãe era Azuba, filha de Sili.

32  Ele andou nos caminhos de Asa, seu pai, e não se desviou deles; fez o que o Senhor apro­va.

33  Con­tudo, não acabou com os altares idólatras, e o povo ainda não havia firmado o coração no Deus dos seus antepassados.

34 Os demais acontecimentos do reinado de Josafá, do início ao fim, estão escritos nos relatos de Jeú, filho de Hanani, e foram incluídos nos registros históricos dos reis de Israel.

35  Posteriormente, Josafá, rei de Judá, fez um tratado com Acazias, rei de Israel, que tinha vida ímpia.

36 Era um tratado para a cons­trução de navios mercantes. Depois de serem construídos os navios em Eziom-Geber,

37  Elié­zer, filho de Dodava de Maressa, profetizou contra Josafá, dizendo: “Por haver feito um tratado com Acazias, o Senhor destruirá o que você fez”. Assim, os navios naufragaram e não se pôde cumprir o tratado comercial.

Jesus alimenta quatro mil homens

1 Naqueles dias, outra vez reuniu-se uma grande multidão. Visto que não tinham nada para comer, Jesus chamou os seus discípulos e disse-lhes:

2 “Tenho compaixão desta multidão; já faz três dias que eles estão comigo e nada têm para comer.

3 Se eu os mandar para casa com fome, vão desfalecer no caminho, porque alguns deles vieram de longe”.

4 Os seus discípulos responderam: “Onde, neste lugar deserto, poderia alguém conseguir pão suficiente para alimentá-los?”

5“Quantos pães vocês têm?”, perguntou Jesus.
“Sete”, responderam eles.

6 Ele ordenou à multidão que se assentasse no chão. Depois de tomar os sete pães e dar graças, partiu-os e os entregou aos seus discípulos, para que os servissem à multidão; e eles o fizeram.

7 Tinham também alguns peixes pequenos; ele deu graças igualmente por eles e disse aos discípulos que os distribuíssem.

8 O povo comeu até se fartar. E ajuntaram sete cestos cheios de pedaços que sobraram.

9 Cerca de quatro mil homens estavam presentes. E, tendo-os despedido,

10 entrou no barco com seus discípulos e foi para a região de Dalmanuta.

11 Os fariseus vieram e começaram a interrogar Jesus. Para pô-lo à prova, pediram-lhe um sinal do céu.

12 Ele suspirou profundamente e disse: “Por que esta geração pede um sinal milagroso? Eu afirmo que nenhum sinal será dado a vocês”.

13 Então se afastou deles, voltou para o barco e foi para o outro lado.

O fermento dos fariseus e de Herodes

14 Os discípulos haviam se esquecido de levar pão, a não ser um pão que tinham consigo no barco.

15 Advertiu-os Jesus: “Estejam atentos e tenham cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes”.

16 E eles discutiam entre si, dizendo: “É porque não temos pão”.

17 Percebendo a discussão, Jesus lhes perguntou: “Por que vocês estão discutindo sobre não terem pão? Ainda não compreendem nem percebem? O coração de vocês está endurecido?

18 Vocês têm olhos, mas não veem? Têm ouvidos, mas não ouvem? Não se lembram?

19 Quando eu parti os cinco pães para os cinco mil, quantos cestos cheios de pedaços vocês recolheram?”
“Doze”, responderam eles.

20“E, quando eu parti os sete pães para os quatro mil, quantos cestos cheios de pedaços vocês recolheram?”
“Sete”, responderam eles.

21 Ele lhes disse: “Vocês ainda não entendem?”

A cura do cego de Betsaida

22 Eles foram para Betsaida, e algumas pessoas trouxeram um cego a Jesus, suplicando-lhe que tocasse nele.

23 Ele tomou o cego pela mão e o levou para fora do povoado. Depois de cuspir nos olhos do homem e impor-lhe as mãos, Jesus perguntou: “Você está vendo alguma coisa?”

24 Ele levantou os olhos e disse: “Vejo pessoas; elas parecem árvores andando”.

25 Mais uma vez, Jesus colocou as mãos sobre os olhos do homem. Então seus olhos foram abertos, e sua vista lhe foi restaurada, e ele via tudo claramente.

26 Jesus mandou-o para casa, dizendo: “Não entre no povoado!”

A confissão de Pedro sobre Jesus

27 Jesus e os seus discípulos dirigiram-se para os povoados nas proximidades de Cesareia de Filipe. No caminho, ele lhes perguntou: “Quem o povo diz que eu sou?”

28 Eles responderam: “Alguns dizem que és João Batista; outros, Elias; e, ainda outros, um dos profetas”.

29“E vocês?”, perguntou ele. “Quem vocês dizem que eu sou?”
Pedro respondeu: “Tu és o Cristo”.

30 Jesus os advertiu que não falassem a ninguém a seu respeito.

Jesus fala da sua morte

31 Então ele começou a ensinar-lhes que era necessário que o Filho do homem sofresse muitas coisas e fosse rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, fosse morto e três dias depois ressuscitasse.

32 Ele falou claramente a esse respeito. Então Pedro, chamando-o à parte, começou a repreendê-lo.

33 Jesus, porém, voltou-se, olhou para os seus discípulos e repreendeu Pedro, dizendo: “Para trás de mim, Satanás! Você não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens”.

34 Então ele chamou a multidão e os discípulos e disse: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.

35 Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa e pelo evangelho a salvará.

36 Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?

37 Ou, o que o homem poderia dar em troca de sua alma?

38 Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras nesta geração adúltera e pecadora, o Filho do homem se envergonhará dele quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos”

Política Antispam Marçal Web

Regras de envio de e-mails.

COMPROMISSO ANTISPAM DA MARCAL WEB  COM SEUS CLIENTES

A marcalweb.com, em sincronia com as melhores práticas da Internet e dos órgãos não-governamentais mais influentes da Internet, e seguindo o apelo de seus usuários, manifesta publicamente seu compromisso antispam. Por ele a marcalweb.com se compromete a dificultar, por todos os meios a seu alcance, a prática de SPAM e a divulgar o repúdio a essa prática, bem como o propósito de impedir que seus clientes a executem.

Em contrapartida, todo aquele que se torna um cliente da marcalweb.com aceita, integralmente e sem restrições, automaticamente, pelo simples ato da contratação de qualquer serviço prestado pela marcalweb.com, o compromisso de NÃO PRATICAR SPAM EM QUALQUER DE SUAS MODALIDADES OU MANIFESTAÇÕES.

Sendo assim, todos os clientes da marcalweb.com se obrigam a seguir a norma de repúdio ao SPAM, responsabilizando-se pelo cumprimento da regra de não praticar SPAM em hipótese alguma e sob nenhum pretexto

CASO SEJA CONSTATADO O ENVIO DE SPAM POR ALGUM CLIENTE, SEU “SITE” SERÁ RETIRADO DO AR NOS TERMOS PREVISTOS NO CONTRATO RESPECTIVO, SEM PREJUÍZO DAS DEMAIS MEDIDAS CABÍVEIS.

O e-mail para denúncias de SPAM que, eventualmente, tenha sido praticado por cliente da marcalweb.com é abuse@marcalweb.com.br

ESTE É O COMPROMISSO ANTISPAM DA marcalweb.com E DE SEUS CLIENTES.

CUMPRA-O E FAÇA COM QUE O MESMO SEJA CUMPRIDO EM PROL DE UMA INTERNET MELHOR

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE A CARACTERIZAÇÃO DE PRÁTICA DE SPAM

Porque SPAM é um problema

A Internet, atualmente, é um ambiente extremamente dinâmico, complexo e cheio de informações. O e-mail é um dos componentes da Internet, e hoje em dia é um dos principais meios de comunicação dentro dela.

Entretanto, este meio de comunicação vem sendo cada vez mais degradado pelo elevado número de e-mails, não só de propagandas como também de piadas ou qualquer outro tipo de e-mail enviado indiscriminadamente, sem que tenha sido pedido pelo destinatário. Isso é o SPAM. Essa degradação se traduz em elevado uso de espaço para armazenamento das mensagens, sobrecarga dos servidores que administram e transmitem os e-mails, sobrecarga das redes de comunicação, etc.

Além disso, cada vez mais os e-mails não solicitados são ignorados pelos destinatários que passam, inclusive, a repudiar as empresas que os enviam. Assim, até mesmo comercialmente o SPAM está se tornando algo altamente não recomendável.

O que é o SPAM

De modo objetivo, SPAM, para efeito do presente compromisso pode ser definido como o envio de e-mails não solicitados.

O SPAM não é um meio de propaganda viável. Apesar de ser muito tentador usá-lo como meio publicitário, ele está forçando toda a Internet a uma mudança nos regulamentos de uso do sistema de e-mails e aumentando suas restrições e punições contra as empresas que praticam SPAM.

É importante também sempre denunciar o SPAM, que é uma prática negativa para a internet e somente por meio das denúncias poderemos combatê-la.

. FONTES COMPLEMENTARES DE INFORMAÇÕES

SPAMBRASIL https://www.antispam.org.br

SpamCop – Spam Reporting and Filtering Software https://spamcop.net

Spam.Abuse.net – “Fight Spam on the Internet!” information center https://spam.abuse.net

CAUCE – Coalition Against Unsolicited Commercial Email https://www.cauce.org

About.com Spam Information – Learn the basics about spam https://email.about.com/cs/spamgeneral

Everything Email – Unsolicited E-mail (SPAM) Issues https://everythingemail.net/email_unsolicited.html

ScamBusters.org – Stop Spam! https://www.scambusters.org/stopspam/index.html

MacInTouch – MacInTouch Spam and Scam Resources https://www.macintouch.com/spam.shtml

Spambot Beware – Glossary of Spam Related Terms https://www.turnstep.com/Spambot/glossary.html

Rahul.net Spam Glossary https://www.rahul.net/falk/glossary.html

INSTRUÇÕES BÁSICAS QUE MINIMIZARÃO ACUSAÇÕES DE PRATICA DE SPAM.

Precauções

Seguem algumas dicas para seguir e minimizar a chance de você ser acusado de envio de SPAM:

Confirmação ativa de cadastro

. Não envie “newsletters” pressupondo que os destinatários gostariam de recebê-las.

. Não tenha um campo de “cadastre seu e-mail” no seu site, sem seguir fielmente a “Confirmação Ativa” descrita neste documento.

. Não compre listas de e-mails. Isso no mínimo é ilegal, e certamente gerará reclamações de envio de SPAM por seu site.

. Não acredite se algum vendedor garantir que sua lista de e-mails está aprovada pelos destinatários para receberem mensagens. Isso é mentira.

. Se algum visitante de seu site se cadastrar como seu cliente, isso não quer dizer que ele aceitou receber propaganda sua. Ele deve explicitamente pedir para receber seus e-mails de propaganda.

. Se você tem um programa que cadastra todos os endereços de e-mails das pessoas que enviam perguntas para seu site e usa essa lista para enviar e-mails, certamente será acusado de SPAM.

. Não existe nenhuma legislação brasileira sobre o assunto, portanto não é válido nenhum argumento de que os e-mails enviados ou recebidos não podem ser considerados SPAM devido a algum congresso ou legislação, tanto nacional como estrangeira.

. Consulte sempre o site www.marcalweb.com para obter eventuais atualizações sobre o assunto.

A forma ideal de se fazer um cadastro de qualquer tipo para validar o recebimento de e-mails é através de um processo chamado aqui de “Confirmação ativa de cadastro”. Ele se baseia em forçar um pedido explícito para um visitante se incluir no seu cadastro e portanto garantir que você tenha o aceite dele em receber comunicações futuras.

Esta técnica é particularmente útil naqueles casos em que você quer construir seu cadastro de e-mails sem correr o risco de ser acusado de SPAMMER por ter aceitado um endereço sem a efetiva autorização do dono do endereço.

Isso ocorre muito quando existe um campo do tipo “Indique um amigo” em seu site, que faz com que muitos “Amigos” sejam indicados sem eles ficarem sabendo, e portanto eles considerarão como SPAM qualquer comunicação que você faça para eles.

Como implementar a confirmação ativa:

    • . Se tiver um campo do tipo “Indique um amigo” e for registrado algum endereço de e-mail para receber comunicações, NÃO o insira em seu cadastro ainda;
    • . Se existir uma ficha de cadastro de clientes, tenha certeza de que exista um “checkbox” bem claro, dizendo que o cliente concorda em receber informativos, propagandas etc do site;
    • . Envie um e-mail imediatamente ao endereço cadastrado com um texto muito claro e objetivo, SEM PROPAGANDA alguma, apenas com a informação de que alguém indicou esse endereço de e-mail para continuar recebendo comunicações vindas do seu site, e se ele desejar realmente receber tais comunicações deverá responder ao e-mail com algum texto pré-definido;
    • . Apenas se você receber tal resposta, e esta for afirmativa, insira o endereço de e-mail em seu cadastro;
               . Guarde o e-mail de confirmação pois será sua única prova do aceite explícito do visitante em receber seus comunicados.

Importante: este processo não é uma garantia de que seu site não será acusado de SPAM, mas é uma forma de se proteger contra isso e de demonstrar boa-fé e transparência.

ATENÇÃO: havendo denúncia de prática de SPAM por algum cliente da marcalwe.com, caso não seja hipótese de desativação imediata do site, a marcalwe.com se reserva o direito de exigir, para a manutenção da prestação do serviço, que o site acusado dessa prática utilize OBRIGATORIAMENTE o recurso técnico de “Confirmação Ativa de Cadastro”. Além disso, dependendo unicamente de análise subjetiva da marcalwe.com, o caso pode ser considerado grave e poderá ser imposta a inutilização da lista de e-mails usada pelo site, a fim de garantir que o site não continue enviando e-mails potencialmente indesejados para determinados endereços.

Será considerado SPAM

1) Enviar emails em massa usando os servidores SMTP da marcalwe.com 2) Enviar emails em massa usando SMTP de outra empresa onde o endereço de resposta POP3 seja em um site hospedado em nossos servidores 3) Enviar emails em massa sem usar nossos servidores SMTP e POP mas com links para o site que se encontra em nossos servidores.

4) Ter seu e-mail participando de listas de spam onde seu site recebe milhares de emails diariamente prejudicando o funcionamento do servidor.

O envio indiscriminado de emails causa sobre carga nos servidores prejudicando todos demais sites. Isso não será tolerado por nossa empresa.

Quando nossa equipe detectar SPAM o site infrator será suspenso durante 24 horas e todos serviços de e-mail e web serão paralisados. Na reincidência o site infrator é suspenso definitivamente sem aviso prévio e sem devolução de pagamento.

marcalwe.com